No contexto da pandemia da Covid-19 que estamos vivendo, manter-se ciente das últimas atualizações sobre a evolução da doença na sua região é importante.

Pensando nisso, trouxemos neste artigo informações relevantes sobre a evolução do coronavírus no mundo, no Brasil e em regiões brasileiras.

É um compilado de dados e gráficos que será atualizado conforme novos dados fiquem disponíveis. Acompanhe!

Covid-19 no Brasil

Considerando a evolução dos casos confirmados de Covid-19 em números absolutos a partir do “dia zero”, o Brasil segue uma evolução semelhante ao observado na China em janeiro. Entretanto, nossa distribuição é maior entre regiões em comparação com o caso chinês, onde a região de Hubei foi duramente atingida.

Você pode observar esses fatos no gráfico abaixo:





Se você olhar a partir do centésimo caso, quando temos uma ideia melhor de tendências, é possível notar que a inclinação da curva brasileira é um pouco menor que a de países onde a doença está em estágio crítico, como Itália e Espanha. É o que mostra o próximo gráfico.





Um ponto importante é considerar a evolução da pandemia em termos relativos, ou seja, o percentual de pessoas infectadas na população de uma região. Esse indicador é chamado de incidência ou, quando considerado em relação ao número de pessoas expostas, é chamado de taxa de ataque.

Em tese, como não há pessoas com imunidade conhecida à Covid-19, é possível dizer que ambas as taxas são aproximadamente iguais.

Pelo gráfico abaixo, note que a Itália, com o maior número de casos após a China, e com uma população quase 25 vezes menor que a dela, possui a maior taxa de incidência entre os países selecionados.





Em contrapartida, os EUA e o Brasil, com populações bem maiores, ainda estão bem abaixo dos países europeus nesse indicador, porém crescentes.

Covid-19 por regiões brasileiras

Quando observamos o cenário de Covid-19 por regiões brasileiras, notamos que, embora São Paulo apresente a maior quantidade de casos confirmados, outros estados têm curvas semelhantes, porém com algum atraso.

Isso já era algo esperado, pois teoricamente não há motivo para que a doença se espalhe mais ou menos entre diferentes populações. A velocidade de disseminação da pandemia pode depender de:

  • concentração populacional
  • comportamentos regionais
  • medidas de distanciamento sociais adotadas em cada região

Ao longo das próximas semanas, poderemos ter uma ideia de como essas medidas estão surtindo efeito em cada estado brasileiro.

O gráfico abaixo apresenta dados por estados com mais de 10 casos confirmados, que foram compilados por Wesley Cota.







Como o tamanho da população pode variar muito entre estados, veja o próximo gráfico que apresenta o número de casos por 100 mil habitantes para facilitar a comparação.





Você percebe que, após os estados na região Norte, é o Distrito Federal que se destaca entre os estados com mais casos de Covid-19?

Covid-19 em Santa Catarina

Abaixo, apresentamos os dados da Covid-19 para Santa Catarina de forma realçada.





Se você quiser acessar os códigos e as análises que utilizamos, estão todos disponíveis aqui.

Outras fontes confiáveis

Acesse outros projetos que apresentam fontes de dados, análises e simulações confiáveis para o Brasil e mundo:

Gostou do conteúdo?

Em nosso blog, tem mais novidades e dicas imperdíveis sobre o mundo de data science. Acesse.