O surgimento de novas tecnologias revolucionou diversos mercados, e o marketing data driven é uma delas.

A transformação digital não só alterou a forma como a sociedade se relaciona com o mundo, mas também foi o turning-point (ou “ponto de virada”, em português) para a transição do marketing tradicional para o digital.

Mas, se você não sabe como a ciência de dados pode elevar o marketing a outro patamar, fique tranquilo!

Vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre marketing data driven.

Há poucos anos, era praticamente impossível quantificar e analisar o comportamento de consumidores. Hoje, vivemos uma realidade completamente diferente: nunca foi tão fácil analisar métricas, explorar informações e rastrear resultados de marketing.

Num ambiente cada vez mais competitivo e complexo, o entendimento dos clientes mudou, os canais de comunicação se expandiram e os dados tornaram-se recursos extremamente valiosos.

Agora, times de marketing podem ser mais inteligentes, criar experiências personalizadas, elaborar campanhas mais objetivas e, por fim, acelerar resultados de negócio. Tudo isso só é possível em razão do marketing data driven.

O que é marketing data driven?

Marketing orientado por dados, do inglês marketing data driven, é tomar decisões estratégicas e obter insights com base nos dados gerados pelos mais de 75 bilhões de dispositivos inteligentes usados por pessoas do mundo inteiro.

Ou seja: é quando aplicamos dados nas estratégias de marketing para acelerar o crescimento de empresas e gerar maior retorno sobre o investimento (ROI).

Acreditamos aqui na Indicium que uma estratégia clara e concisa de dados é crucial para o sucesso das empresas. E o nosso marketing data driven nasceu justamente para conectar nossa expertise em data science com o que há de mais avançado em estratégias de marketing offline e digital.

Nossa metodologia é 100% data driven, ou seja, utilizamos dados internos e as principais fontes de informação do mercado, como o big data e dados estatísticos, para prever necessidades, desejos, comportamentos futuros e muito mais.

Por que optar pelo marketing data driven?

Porque o uso dos dados no marketing data driven pode gerar e converter mais leads. Não é por acaso que 61% das prestadoras de serviços globais estão aumentando os investimentos em ciência de dados e analytics.

A extração de grandes volumes de dados combinada com análises inteligentes abre um horizonte de oportunidades não abrangidas pelo marketing convencional. Empresas que usam estratégias de dados para o marketing têm os seguintes benefícios:

  • maior entendimento do público-alvo: o cruzamento de dados internos com big data revela insights poderosos para que empresas tenham uma visão clara do mercado e do seu público-alvo. Esse entendimento 360º permite a criação de campanhas customizadas e específicas, que naturalmente geram resultados melhores.
  • comunicação personalizada: é fato que clientes querem sentir-se únicos. Com o marketing data driven, torna-se possível entender seus desejos e, assim, personalizar a comunicação para que ela os atinja com o conteúdo certo, na hora certa.
  • escolha certa dos canais de venda: dados revelam as preferências do mercado e também sugerem quais canais devem ser usados para comunicar e engajar a audiência de forma objetiva. Essas informações são extremamente importantes no ambiente omnichannel atual.
  • melhor performance e mais resultados de negócio: as empresas que implementam o marketing data driven têm visto uma melhoria de 10% a 20% em seu ROI.

Sem falar que as estratégias data driven oferecem um panorama do presente e do futuro por meio de dashboards e monitores de BI. Com isso, empresas podem tomar decisões em tempo real, trabalhar no monitoramento e na otimização de campanhas, e ainda ajustar esforços garantindo uma alta taxa de conversão e maior ROI em marketing e vendas.

Os benefícios não param por aí, mas ainda existem muitos desafios. As estratégias de marketing data driven dependem de testes, interação e esforços conjuntos . Isso envolve um processo complexo que requer tempo e pessoas qualificadas, preparadas para extrair o melhor das tecnologias disponíveis no mercado.

Como fazer uma estratégia de marketing data driven?

Implementar uma estratégia de marketing data driven não é tão fácil quanto parece. Quer saber por quê?

A resposta está no tempo e na mão de obra necessários! Afinal, um extenso trabalho de data science precisa ser feito antes.

E não adianta dedicar esforços organizacionais para coletar dados se você não sabe o que fazer com tantas informações. Para implementar uma estratégia eficaz, você precisa de uma estrutura robusta, capaz de extrair, organizar e analisar os seus dados.

Na prática, isso tudo pode ser desafiador, mas você não precisa se preocupar! A Indicium está preparada para ajudar a sua empresa a superar essas barreiras.

Como começa o processo de um marketing data driven eficiente?

Antes de começar a traçar uma estratégia de marketing data driven, é preciso pensar em como atingir:

  • o público certo
  • no canal certo
  • com a informação certa
  • a um custo que garanta um retorno positivo sobre o investimento em marketing.

Para isso, seguimos as 4 etapas do método Indicium. Confira!

Em cima, quatro círculos com os números 1, 2, 3 e 4 dentro. Embaixo de cada círculo numerado, uma seta para a direita com o nome  de cada etapa. São elas: entendimento, planejamento, alcance e avaliação.
As 4 etapas do método de marketing data driven Indicium.
ENTENDIMENTO

Na primeira fase, trabalhamos no mapeamento de mercado e na segmentação de clientes para compreender os segmentos de maior potencial.

Para isso, utilizamos processos de extração dos dados armazenados em fontes distintas, como planilhas, sistemas de CRM (customer relationship manager) etc. Então, aplicamos técnicas avançadas para limpar, transformar e analisar esses dados.

PLANEJAMENTO

Em seguida, passamos a delimitar as estratégias de marketing data driven utilizado os perfis de clientes segmentados para traçar perfis semelhantes (look-alikes) como alvos de estratégias publicitárias.

Além disso, avaliamos os melhores canais para atingir cada público, com sua devida necessidade de investimento, prazos e muito mais.

ALCANCE

A terceira fase é focada na execução das estratégias com base no que ficou definido na fase do planejamento e, dependendo do perfil do cliente e produto, pode envolver:

  • estratégias de publicidade online
  • e-mail marketing
  • redes sociais
  • inbound marketing
  • mídias tradicionais, como TV, rádio e outdoor

Todas essas iniciativas devem ser mensuradas através de big data e estatística.

AVALIAÇÃO

A última parte acontece juntamente com a terceira fase, que é a de alcance. Nesta etapa, os resultados obtidos são mensurados a partir das iniciativas de marketing. É uma etapa crucial que permite a otimização de processos e a tomada de decisão em tempo real.

A hora de adotar o marketing data driven é agora

Como já mencionamos, dados são recursos fundamentais na era digital e o marketing data driven não pode ficar de fora.

Com o volume de informação criado diariamente, finalmente é possível ter uma visão 360º do seu público-alvo, traçar estratégias personalizadas, melhorar a experiência dos clientes e acelerar o marketing da sua empresa.

Se você ainda não usa uma estratégia marketing data driven, sua empresa já está atrasada. Então, esse é o próximo passo que você precisa dar para estar à frente do mercado.

Acompanhando nosso blog, você ficará sempre por dentro do mundo dos dados.

E se precisar, estamos aqui para ajudar você a revolucionar sua empresa.

Ainda não conhece a Indicium?

Saiba mais sobre nossas soluções e nossa história aqui.