Indicium Logo
Blog Indicium

Analista de dados: 8 desafios dessa profissão

Analista de dados é a pessoa que trabalha com equipes de negócios, engenharia de dados, data science e UX design. Tudo para elaborar e responder as perguntas certas, além de fazer o acompanhamento de indicadores nas ferramentas de BI ou nos bancos de dados.

São muitas as responsabilidades assumidas para realizar todas as tarefas envolvidas no dia a dia de quem é analista de dados.

De consultas rápidas em SQL à elaboração de novos indicadores de negócio, conheça os 8 desafios da profissão de analista de dados.

Analista de dados: seu objetivo é ter insights

Indispensáveis por empresas que trabalham com grandes volumes de informações, analistas de dados contam com uma demanda relativamente alta quando o assunto é extração de insights e padrões dos dados das companhias.

Para alcançar esse objetivo, analistas profissionais executam tarefas como mineração e garimpo de dados (data cleaning) como uma forma de peneirar e selecionar as informações importantes.

E a maior parte das empresas que geram dados precisa de analistas com qualificação para auxiliar em tomadas de decisões mais assertivas com base nesses insights.

Mas, como em toda e qualquer profissão, mesmo com qualificação, analistas de dados precisam superar alguns desafios para obterem êxito em suas tarefas cotidianas.

Things to do
Photo by AbsolutVision / Unsplash

8 desafios de quem é analista de dados

Agora que você já conhece o objetivo e a função de quem é analista de dados, chegou o momento de descobrir os tipos de problemas que essas pessoas precisam solucionar no dia a dia.

Mas não se assuste! São desafios que fazem parte da profissão de analista e que podem ser superados com estudo e prática.

Então, vamos lá: de consultas rápidas em SQL à elaboração de novos indicadores de negócio, conheça os 8 desafios da profissão de analista de dados.

1 - Utilizar a visualização de dados e estatística básica para elaborar e responder as perguntas certas de negócio

Como já vimos, um dos principais objetivos da profissão de analista de dados é gerar insights para guiar os próximos passos estratégicos da empresa.

Para isso, é importante que você tenha conhecimento de negócios, assim você saberá como responder as perguntas certas para garantir assertividade à empresa.

É preciso utilizar as boas práticas de visualização de dados para ter melhores análises e insights.

2 - Realizar consultas ad-hoc em bancos de dados e data warehouses através de linguagem SQL

Em alguns momentos, pode ser necessário fazer consultas não planejadas em SQL, criadas na hora a partir de algum evento específico. Esse tipo de consulta chama-se consulta ad-hoc.

A expressão ad-hoc tem origem no latim e significa para este propósito. Ou seja, a consulta é feita apenas para um objetivo, necessidade ou momento específico.

Consultas não planejadas são comuns em aplicações de apoio à decisão, projetadas para um propósito específico e que não ficam salvas no sistema, ao contrário de consultas pré-definidas.

everyday grind
Photo by David Pupaza / Unsplash

3 - Construir e aprimorar relatórios estáticos e dashboards de BI

Mais uma vez, as boas práticas de visualização de dados ganham um peso extra nas tarefas de analistas de dados.

Como o papel principal dessa profissão é gerar insights, nada melhor do que relatórios e dashboards de business intelligence (BI) para traduzir essas informações.

Lembre-se de que a pessoa que vai ler o relatório/dashboard muito provavelmente não sabe ler dados, por isso é importante que seus gráficos sejam amigáveis, intuitivos, de fácil entendimento.

4 - Desenhar e avaliar o resultado de testes A/B em conjunto com equipes de negócio

Devido à função de mineração de dados (data mining), a fim de procurar respostas nas informações, é comum que analistas de dados trabalhem com equipes de negócio que sabem como auxiliar nesse processo.

Profissionais analistas devem, ao lado de profissionais de negócios, desenhar e avaliar resultados de testes A/B o tempo inteiro, garantindo a precisão de insights.

Isso permite que a decisão tomada pela gestão seja ainda mais assertiva e à prova de falhas.

Photo by Jason Goodman / Unsplash

5 - Desenhar e acompanhar novos indicadores de negócio

Ainda em conjunto com a equipe de negócio, é durante a análise de dados que conseguimos descobrir novos padrões e indicadores para a empresa.

É de responsabilidade da pessoa analista que esses indicadores sejam desenhados e acompanhados, especialmente com profissionais de negócio por perto para auxiliar e confirmar o que está sendo extraído dos dados.

Dessa forma, seus indicadores ganham uma base forte para a hora que forem apresentados às pessoas responsáveis pelas tomadas de decisão.

6 - Acompanhar metas e reportar sua evolução à área de negócio

Novos indicadores são sinônimo de novas metas, logo, é preciso que analistas acompanhem de perto a evolução dos gráficos, sempre reportando para o time de negócios.

Assim, a equipe de dados e a equipe de negócios conseguem trabalhar em conjunto com as informações da empresa, gerando cada vez mais resultados expressivos.

Sem mencionar a importância de acompanhar e perceber as mudanças nas métricas estabelecidas com base nas análises de dados.

Statistics on a laptop
Photo by Carlos Muza / Unsplash

7 - Propor novos dashboards e análises junto à área técnica de dados

Às vezes, pode ser que você encontre esse desafio, principalmente quando os relatórios e dashboards de análises passam a não render tantos resultados quanto antes.

Nesse momento, será necessário que você proponha, com base nos seus conhecimentos e com a ajuda da sua equipe de dados, novas formas de apresentar os insights gerados.

Para isso, talvez seja interessante propor novos dashboards com novas métricas, gráficos e metas.

8 - Coordenar a implementação de indicadores e processos com base em dados dentro das áreas de negócio

Quando você é a pessoa responsável por encontrar novos insights e padrões de negócio, a responsabilidade de implementar novos processos e indicadores com base na sua análise vem junto.

É chegado o momento em que seu relatório passa a ser a realidade de negócio da empresa, e ninguém melhor que você, analista de dados, para coordenar as mudanças que vão inevitavelmente ocorrer, não é mesmo?

Toda a implementação de novos indicadores deve ser chefiada por quem é analista de dados a fim de se evitarem possíveis erros ou ações que não tenham origem nos dados.

Comece sua carreira como analista de dados na Indicium Academy

Todos esses oito desafios são superados quando se tem uma boa base de estudo unida à prática. Por isso, se você quer começar sua carreira como analista de dados, não tema!

A Indicium Academy ensina você a lidar com todas essas situações cotidianas com os melhores profissionais da área.

Venha aprender com quem é referência. Inscreva-se aqui.


  • Raphael P. Caldeira
    Por Raphael P. Caldeira Content Developer at Indicium Tech

Assine nossa newsletter